« voltar para Dicas e Truques

Coquetéis clássicos e equipamentos essenciais

COQUETÉIS CLASSICOS

Um grande exemplo desses coquetéis clássicos é o Dry Martini. Famoso por ter sua aparição registrada e eternizada em uma de suas variações, o Vesper Martini, nos filmes do Agente 007 - James Bond, carrega personalidade e alto teor alcóolico.

A azeitona que finaliza o Dry, ou a casca de limão do Vesper, é o ponto chave do último gole, e seu sabor complementar pode surpreender paladares.

Outro grande popular exemplo é o Cosmopolitan, drink à base de vodka cítrica, suco de cramberry e licor de laranja, que se tornou popular com grande ajuda do seriado Sex and The City, nos anos 90.

Mas se engana quem pensa que por ser um coquetel colorido, é menos alcoólico e suave. Esse drink possui sabor pungente e cítrico, e agrada muitos paladares de uma maneira mais democrática.

Um terceiro, e não menos importante é o Bloody Mary. Criado na década de 20, esse drink é do tipo ame ou odeie. Condimentado, vale quase por uma refeição. Feito à base de vodka, suco de tomate, molho inglês e temperos diversos, o Bloody Mary compoe um leque vasto de opções de temperos e guarnições, podendo variar de acordo com o gosto pessoal de quem consome.

EQUIPAMENTOS ESSENCIAIS PARA PREPARAR UM BOM COQUETEL

Não é preciso grandes aparatos para se executar um bom coquetel clássico em casa. O importante é conhecer seus materiais e dedicar devida atenção aos detalhes principais como temperatura e diluição, assim como a qualidade dos ingredientes utilizados.

Um dos pontos principais de um bom coquetel é a utilização da quantidade correta de componente alcoólico.

É comum encontrar em receitas espalhadas pela internet o termo “2 oz (ounces) “.

Mas, o que isso quer dizer? Vamos lá:

  • 1 oz = 30 ml
  • 2 oz = 60 ml
  • 1 ½ oz = 45 ml
  • Vamos trabalhar com 50 ml, dose utilizada no Brasil.

    É sempre importante colocar a quantidade certa do componente alcoólico em seu coquetel, para obter sempre o melhor equilíbrio e resultado.

    Como medir?

    Você pode usar o jigger (dosador) com marcações, ou até mesmo um copo medidor, desses de cozinha.

    Uma boa alternativa na falta de um jigger, é um copo de shot (desses de dose), que geralmente vem com a capacidade para 50 ml.

    Outro equipamento necessário para um bom coquetel, é uma colher bailarina.

    Para coquetéis mexidos, use um Mixing Glass e lembre- se sempre de atingir a temperatura ideal para servir o seu drink. Sempre bem gelado e com diluição de qualidade.

    O gelo também precisa ser robusto e não estar a ponto de derreter, pois isso contribuirá, e muito, para a qualidade do seu coquetel.

    Agora, para coquetéis batidos, se não tiver em mãos um bom par de coqueteleiras, você pode usar um pote hermético, com boa vedação.

    Caso precise coar, use uma peneira de inox simples, de tamanho pequeno e coloque sempre gelo novo em seu copo ou taça ao servir seu coquetel.

    Utilize sempre ingredientes frescos e de qualidade, e preze sempre em preservar e valorizar as qualidades do destilado escolhido para sua receita.

    E aí, está pronto para começar a fazer seus drinks em casa e incorporar clássicos da coquetelaria em seu dia a dia, sem precisar ter medo de errar?

    Vamos fazer um Bloody Mary?

    Receita:

    100 ml de suco de tomate temperado a gosto (ervas e especiarias, assim como sal de alecrim e aipo são ótimas pedidas)

    50 ml de Ketel One Vodka

    10 ml de molho inglês

    20 ml de suco de limão

    Método de preparo:

    Coloque todos os ingredientes em um mixing glass e acrescente gelo.

    Mexa bem até estar bem gelado.

    Sirva em um copo longo.

    Coloque suas guarnições e use sua criatividade: vale azeitona, limão, queijo ou até um talo de aipo e sua folha para um sabor a mais.

    Saúde!


    Quer ter acesso a conteúdo exclusivo, incluindo receitas e artigos? Inscreva-se hoje em nossas plataformas para ter acesso ilimitado a tudo isso.