« voltar para Dicas e Truques

Dicas de carreira dos melhores bartenders

Na última década, as funções do bartender moderno mudaram muito. O aumento no consumo de coquetéis e o interesse e contribuição das marcas de bebidas criaram um cenário muito diferente para se construir carreiras.

Com isso em mente, nos encontramos com dois vencedores do World Class para conversar sobre competições de coquetéis, entrevistas para conseguir trabalho em bares e as oportunidades de carreira no mercado atual.

DANIEL WARREN (VENCEDOR DO WORLD CLASS REINO UNIDO 2018)

ONDE VOCÊ TRABALHA ATUALMENTE E O QUE VOCÊ FAZ?

Depois do meu último emprego no bar Last Chance, em Nottingham, eu tirei um tempo para me dedicar ao máximo às finais mundiais do World Classem Berlim. Atualmente estou trabalhando em um projeto muito interessante em Nottingham. Não posso falar muito ainda, mas nosso foco será o desenvolvimento desse mercado na região central da Inglaterra.

PARA ONDE SUA CARREIRA JÁ TE LEVOU?

Eu comecei trabalhando em um cassino em Brighton, mas passei os últimos dez anos aprendendo tudo o que eu podia, me jogando em diferentes áreas da indústria de bares e aproveitando ao máximo todas as pessoas, cidades, países e culturas possíveis. Agora, depois de ganhar experiência em alguns dos bares mais respeitados no mundo, como o American Bar, no hotel Savoy em Londres, e o 1806 em Melbourne, Austrália, voltei para casa para me concentrar em cultivo local e práticas sustentáveis, e uso ingredientes sazonais da Inglaterra nos coquetéis que faço.

INTELIGÊNCIA LÍQUIDA

VOCÊ TEM ALGUM CONSELHO PARA QUEM VAI TER UMA ENTREVISTA DE TRABALHO EM UM BAR?

Demonstre segurança, seja você mesmo e não tenha medo de mostrar sua verdadeira personalidade. Falo por experiência própria, isso é o que muitos bares procuram. Todo o resto pode ser ensinado.

Uma das principais características que um gerente procura em um bartender é disposição para aprender e boa ética de trabalho. Comece com essas duas coisas, que todo o resto vem depois. Fale sobre experiências de trabalho em que você demonstrou possuir essas qualidades, e mostre que você é uma pessoa fácil de se trabalhar e que se dá bem com todos.

ALGUMA DICA PARA QUEM QUER PASSAR DE BARTENDER A GERENTE?

Aprenda a fazer o trabalho do gerente melhor que ele! Passar do balcão para a gerência pode dar medo, mas trabalhe duro, aprenda todas as partes do trabalho — não só as que você gosta — e prove que você merece uma chance. Pergunte sempre, desde como criar escalas de turnos até sobre aspectos administrativos do bar.

DE OLHO NAS COMPETIÇÕES

COMO AS COMPETIÇÕES DE BARTENDING PODEM AJUDAR SEU CURRÍCULO?

As competições me ajudaram a me sentir mais confiante e habilidoso atrás do balcão. Além disso, elas permitem que você viaje e conheça pessoas e coisas maravilhosas.

QUAL A MELHOR FORMA DE CHAMAR A ATENÇÃO COM UM COQUETEL DE ENTRADA?

Comece criando um bom nome para seu coquetel. Depois, não preciso nem dizer, seu drink deve ser delicioso, ter uma descrição clara e boas fotos e material de apoio.

É REALMENTE IMPORTANTE CONHECER COLEGAS E PROPRIETÁRIOS DE BAR DA SUA REGIÃO?

Na minha opinião, é muito importante. É o que faz a diferença entre apenas trabalhar em uma comunidade ou realmente fazer parte dela.

Cada pessoa que você conhece é um contato válido, já que em qualquer momento da sua carreira você pode contar com eles. Se você é um bartender ligado em competições, você acaba aprendendo que toda pessoa tem algo a oferecer. Eu já trabalhei com uma variedade de negócios locais, desde floriculturas e perfumarias até chefs e especialistas em chocolate.


CARL D’ALTON (VENCEDOR DO WORLD CLASS IRLANDA 2018)

ONDE VOCÊ TRABALHA ATUALMENTE E O QUE VOCÊ FAZ?

Sou gerente do Cask, um bar de coquetéis em Cork, Irlanda. Nós projetamos e executamos quatro cardápios sob medida por ano, que usam ingredientes irlandeses e são muito focados em sazonalidade. Muitos dos nossos ingredientes são colhidos por nós mesmos, então é a mãe natureza que decide o que vai para o nosso cardápio.

COMO VOCÊ COMEÇOU NESTE MERCADO?

Eu fiz faculdade de Ciências Náuticas, mas trabalhei por um tempo no The Folkhouse, em Kinsale, onde eu me apaixonei pelas áreas de hospitalidade, coquetéis e atendimento.

INTELIGÊNCIA LÍQUIDA

VOCÊ TEM ALGUM CONSELHO PARA QUEM VAI TER UMA ENTREVISTA DE TRABALHO EM UM BAR?

Quando vou contratar alguém, eu olho primeiro a personalidade, depois as qualificações. Claro que é importante passar uma boa impressão, mas meu conselho seria: seja você mesmo. Nosso negócio é fazer as pessoas sorrirem, e fazer isso espontaneamente, então se você precisar fingir ser o que não é, isso não vai beneficiar ninguém.

Eu gosto de quem tem vontade de aprender e crescer, mas isso deve ser demonstrado com modéstia. Você pode saber fazer um “coquetel com fatwash de aquavit e óleo de unicórnio”, mas se ficar sempre se gabando disso, ninguém vai gostar.

ALGUMA DICA PARA QUEM QUER PASSAR DE BARTENDER A GERENTE?

Essa transição às vezes é difícil, claro. Suas responsabilidades ficam maiores, mais coisas dependem de você e seus antigos colegas de balcão agora chegam para você com perguntas e problemas. Meu conselho? Fique frio, planeje bem o seu tempo e não tente dar conta de tudo sozinho. Todo mundo precisa de ajuda, e é bem comum ficar esgotado no nosso ramo.

DE OLHO NAS COMPETIÇÕES

COMO AS COMPETIÇÕES DE BARTENDING PODEM AJUDAR SEU CURRÍCULO?

Eu sou um grande fã de competições e acredito que elas podem alavancar sua carreira. Elas te forçam a ter imaginação e a entender bem os sabores, e te ajudam a ter mais confiança em suas habilidades de bartender, porque te tiram da zona de conforto, o que aprimora seu conhecimento e suas técnicas.

ENTÃO VOCÊ É FÃ DE COMPETIÇÕES — ALGUMA DICA?

Cabeça e olhos abertos — há muito o que aprender com outros competidores e suas técnicas. Além de contribuir com o desenvolvimento pessoal, as competições são ótimas para fazer contatos nessa indústria, o que pode levar a novas oportunidades de trabalho, competições ou, no mínimo, fazer amigos pelo mundo e ir visitá-los depois.

Quando você entrar em uma competição, fique atento às regras de cada uma e não se desvie demais. Concentre-se no sabor, no equilíbrio e na apresentação do seu coquetel. Você deve fazer os juízes ficarem com seu drink na cabeça mesmo depois da degustação.

AUTOPROMOÇÃO É REALMENTE NECESSÁRIA NESTE NEGÓCIO?

Não só necessária, é vital. Como eu falei, um bartender não pode ser arrogante, mas também não deve se menosprezar. Uma boa forma de medir isso é ver o que outros bartenders andam fazendo, seja na sua região ou em outras cidades. Convidar bartenders para uma noite em seu bar, ou você atuar como convidado em outro estabelecimento são ótimas maneiras de chamar a atenção para os dois.

Eu acho também que precisamos respeitar os veteranos — os bartenders lendários que abriram caminho para a nova onda de coquetéis que estamos vendo. Há muito o que aprender com eles, pois são profissionais experientes dessa indústria. Outra mina de ouro são os chefs, com quem você pode aprender muito sobre técnicas e sabores. Além disso, eu leio o máximo que eu posso sobre comida, sabores e bartending.

Quer ter acesso a conteúdo exclusivo, além de novidades do mercado, ferramentas e treinamentos? Inscreva-se na Diageo Bar Academy e tenha acesso ilimitado a tudo isso.