Atualizamos nossos Termos de Uso. Para mantê-lo informado sobre onde processamos seus dados. Veja mais aqui ou entre em contato conosco para mais informações.

A vodka é um dos destilados mais populares da indústria de bebidas devido à sua versatilidade, mas quais são as próximas tendências para ela? Conversamos com James Fowler, proprietário de bar e vencedor da edição do World Class de 2014 no Reino Unido, para descobrir o que há de novo no mundo da vodka.

Vodka é um sabor essencial

“Vodka não tem gosto”. Eu costumava ouvir muito isso cerca de dez anos atrás. Por sorte, os tempos mudaram drasticamente para essa bebida, em termos de conhecimento do consumidor e de usos que os bartenders fazem para a vodka.

Vodkas não são apenas um produto básico para os bares hoje em dia. Elas são um sabor chave. Apimentadas, suaves, macias, cítricas e de ervas, são somente alguns dos sabores comuns e tipos de textura quando se fala de vodkas puras.

Ela pode ter menos notas de sabor, ou ao menos mais sutilezas neste quesito, em comparação a outros destilados, mas isso só significa que ela pode ser usada também para drinks leves e mais delicados.

O conhecimento sobre a vodka está se expandindo

Os consumidores mais exigentes estão buscando um entendimento maior sobre métodos de destilação e filtragem, o que aumenta a procura por vodkas premium e artesanais. No nosso bar, quando explicamos para um cliente as diferenças nas vodkas, a conversa é sobre tipos de alambiques, a fonte de água, e matérias-primas como trigo. Às vezes parece que estamos falando sobre whisky!

A origem e a história por trás das marcas de vodka também é um assunto cada vez mais de interesse dos consumidores. Nolet, a destilaria onde a KETEL ONE é produzida, recentemente celebrou seu aniversário de 325 anos, o que atraiu a atenção de bartenders e fãs da marca. Para comemorar, os bartenders do meu bar serviram coquetéis de KETEL ONE para todos que moravam em casas cujo número era 325. No meu bar, sem dúvida os frequentadores falam sobre marcas como quem fala de um amigo, e não de um produto. O respeito por essa indústria certamente aumentou, seja pelo conhecimento, pela produção ou pelas famílias por detrás das marcas.

Vodkas com sabor

As vodkas saborizadas ainda estão na cabeça do consumidor. No meu bar, The Larder House costumamos fazer nossas próprias infusões com ingredientes daqui da região. É uma ótima maneira de preservar os sabores locais. Eu criei uma vodka com infusão de trufas Black Perigord, que vai entrar em nosso cardápio em breve.

Para bares com grande fluxo, existem algumas vodkas saborizadas bem interessantes. Vodkas com sabor dão mais dimensão a drinks de misturas simples, sem precisar de muita técnica ou confusão. Sem dúvidas, estamos vendo mudanças nos coquetéis secos e às vezes até temperados, e a vodka dá um sabor mais limpo, sem a doçura dos xaropes.

Apresentação da Vodka

Os coquetéis com vodka estão cada vez mais sendo apresentados de maneiras teatrais. A estilização de um coquetel diz muito sobre como o drink foi concebido ou como o destilado foi produzido. Pode ser algo simples, como servir um Moscow Mule com SMIRNOFF em uma caneca de cobre (quando esse coquetel foi inventado, nos Estados Unidos, era sempre servido em canecas de cobre) ou servir CÎROC em um cacho de uvas de cerâmica (Cîroc é feita a partir de uvas francesas). Uma tendência que eu tenho visto ultimamente é usarem carvão comestível como ingrediente de coquetéis. A SMIRNOFF foi a pioneira na filtragem a carvão nos anos 1870, então é uma oportunidade para reverenciar a marca. Talvez um copo esfregado no carvão?

Um dos melhores coquetéis com vodka é o sempre popular Bloody Mary. Ele é uma das maiores vendas do meu bar e fica excelente com vodka KETEL ONE. Não só fica lindo, podendo ser apresentado de diversas formas, como tem uma vasta gama de ingredientes que podem ser usados. É quase um prato! É um daqueles drinks que o bartender se diverte muito fazendo. Eu organizo e sou juiz do concurso “Dorset’s Best Bloody Mary”, que todo ano é patrocinado pela KETEL ONE. Já vimos Blood Maries com ingredientes bem inusitados, como lesmas, cream cheese, ovos em conserva, aspargos, bolas de tapioca. A diversidade é enorme. É definitivamente uma bebida com a qual todos os bares devem ter um drink próprio.

Vodka on the rocks

Além do mundo da coquetelaria, não devemos esquecer que a vodka também é ótima quando bebida pura. Com um ou dois cubos de gelo é um ótimo modo de apreciar a sua qualidade. Se você não é fã de vodka pura, existem ótimos mixers que permitem destacar o sabor de cada uma. Eu gosto de fazer hydrosols (águas com sabor), que depois são gaseificadas e viram quase um refrigerante. Ervas funcionam muito bem, e algumas cascas de frutas cítricas também.

Drinks inusitados com vodka

Eu falei bastante sobre o lado puro e cítrico dos coquetéis com vodka, mas não se esqueça de experimentar com drinks tipicamente mais pesados. Eu acho que vodka combina muito bem com destilados escuros e vinhos aromatizados, como conhaque, whiskies e amaro. Também dá para brincar com textura dos drinks. Eu tenho feito muitas coisas com soro de leite, que é mais aveludado e salino. Fica ótimo em um Martini mais ousado.

Veja algumas das minhas receitas preferidas com vodka:

CHERRY – PIPPIN SMASH

PREPARO

KETEL ONE é uma marca registrada de Double Eagle Brands B.V.

(*uma dose contém 8g de álcool)

Quais outras tendências você viu? Entre na conversa no Twitter @diageobarac, no Instagram @diageobarac ou fale conosco na nossa página no Facebook. Queremos ouvir você.


Quer ter acesso exclusivo a conteúdos sobre o mercado, ferramentas de bar e calculadores de rentabilidade? Inscreva-se na Diageo Bar Academy e tenha acesso ilimitado a tudo isso.