We have updated our Privacy and Cookie Notice to keep you informed where we may process your personal data. See more here or contact us for more information.

« back to Inspirações

UMA VODKA COM HISTÓRIA PARA CONTAR

Um homem com uma missão

Lá em 1864, na Rússia, Piotr Arseneevich (P.A.) Smirnov sabia que tinha algo bom nas mãos. Nascido em uma fazenda a 270 quilômetros de Moscou, P.A. viu nos campos de milho ao seu redor uma oportunidade, e assim começa a história da melhor vodka do mundo.

Seu senso de empreendedorismo e a determinação de usar apenas os ingredientes mais puros para criar suas receitas rapidamente fez sua vodka ganhar reputação.

E de fato, suas vodkas eram tão boas que em 1886 Smirnov se tornou “fornecedor da corte imperial”, um jeito chique de dizer que ele era o fornecedor oficial de vodka para o czar, e isso não era pouca coisa.

Um filho fugitivo

No entanto, o sucesso não duraria muito. Quando Vladimir, o terceiro filho de P.A., assumiu os negócios, a revolução bolchevique de 1917 sacudiu a Rússia e ele teve de deixar as destilarias de lado e fugir do país.

Para escapar da prisão e de uma sentença de morte, Vladimir fugiu levando apenas uma preciosa receita de vodka e um bigode que deixou crescer para tentar se disfarçar. Se estabeleceu em Constantinopla com planos de relançar a famosa bebida de seu pai. Depois de alcançar algum sucesso, iniciou sua produção na Polônia e na França. Chegando em solo francês, Smirnov decidiu adotar a pronúncia local para o nome da família, afinal, tudo soa mais sexy em francês.

A fronteira do whiskey

Depois do sucesso na Europa e do fim da lei seca americana, em 1933, Smirnoff vendeu direitos de distribuição aos Estados Unidos: havia chegado a hora da melhor vodka do mundo se aventurar do outro lado do Atlântico. No começo, os americanos se fizeram de difíceis, eles gostavam de whiskey e ponto final. Mas algo mudou em 1940. Depois da Grande Depressão, o público estava mais aberto a novidades e com uma grande sede de coquetéis misturados. Era o palco que a vodka precisava para brilhar.

Um presente da Rússia, com limão

Como acontece com muitos coquetéis, há debates sobre a origem verdadeira do Moscow Mule, mas o mais amplamente aceito é que ele entrou em cena por volta de 1943, criado por John G. Martin, um executivo da companhia de bebidas Heublein.

A Heublein havia adquirido recentemente os direitos para comercializar Smirnoff nos Estados Unidos e Martin deu os créditos da criação a uma colaboração entre ele e seu amigo Jack Morgan, proprietário de um bar em Los Angeles chamado The Cock’n’Bull. Convenientemente, a namorada de Morgan era dona de uma fábrica de produtos de cobre. Uma noite, os três se juntaram para criar um drink refrescante e que pudesse ser lucrativo para todas as partes. No entanto, essa versão é refutada por Wes Price, bartender-chefe de Morgan, que alegava que a receita era uma saída que ele usava para liberar o excesso de cerveja de gengibre que tinha em estoque.

Produção de vodka com um toque diferente

Qualquer que seja o caso, um clássico instantâneo nasceu e seu destilado base, tão inclusivo, logo se tornou querido por todos. Refrescante, vívido e um meio para a vodka conquistar as massas, o Moscow Mule foi o pontapé inicial da revolução dos coquetéis e até hoje faz parte de qualquer bar. O que torna Smirnoff a escolha perfeita para criar coquetéis é sua qualidade e suavidade, que vêm de seu processo de produção exclusivo.

Apenas os grãos mais puros são cuidadosamente selecionados, para se criar um álcool de cereais neutro, que será triplamente destilado. Esse processo purifica o álcool e “suaviza” o destilado. Depois da destilação, a bebida passa pelo exclusivo sistema de filtragem a carvão, onde passa por dez colunas de carvão, durante até oito horas, para a retirada de qualquer impureza restante. Por fim, o destilado é misturado com água pura desmineralizada e então engarrafado, resultando em uma vodka extraordinariamente suave.

Como usar Smirnoff em seu bar

Essa vodka suave é o par perfeito para todos os seus coquetéis com essa bebida. Para começar, veja algumas receitas para você experimentar em seu estabelecimento:

Moscow Mule Clássico

Moscow Mule Clássico

Skyball


PONTOS PRINCIPAIS


Quer ficar por dentro das tendências do mundo dos coquetéis e ter acesso a conteúdos exclusivos? Inscreva-se na Diageo Bar Academy e tenha acesso ilimitado a tudo isso.

Beba com moderação e não compartilhe com menores de 18 anos.