We have updated our Privacy and Cookie Notice to keep you informed where we may process your personal data. See more here or contact us for more information.

Dicas de Cerveja em cauda

Beer tailsal adora um ótimo coquetel ou destilado, mas como muitos, também adora uma cerveja bem trabalhada, cheia de textura e sabor. Felizmente, uma das tendências emergentes mais interessantes da mixologia hoje - a cerveja-caudas - reúne o artesanato moderno do coquetel com a explosão global das cervejas boutique, artesanais.

No ano passado, tive a sorte de passar uma semana em Nova Orleans no Tales of the Cocktail anual, uma homenagem a todos os coquetéis com a presença de mais de 15.000 pessoas de todo o mundo. Foi aqui que meus olhos se abriram para o mundo de sabores e texturas que podem ser criados reunindo uma ótima base de coquetel com uma ótima cerveja. Misturar cerveja não é uma ideia nova; bebidas clássicas como o Black Velvet existem há muitos anos, mas os verdadeiros coquetéis de cerveja estão mais próximos da definição clássica de um coquetel - destilados, açúcar, bitters e água. Ou, neste caso, cerveja.

De todos os coquetéis que experimentei este ano, os chopeiras em Nova Orleans estavam entre os mais memoráveis. O que é importante, eu aprendi com Francesco Lafranconi, Doug Frost e Adam Seger em seu seminário, a selecionar uma cerveja que complemente ou contraste uma base de coquetel equilibrada. A cerveja é o álcool mais quimicamente complexo do mundo, e isso dá uma textura incrível que pode melhorar um coquetel. As melhores caudas de cerveja têm a base de aguardente construída em um copo cheio de gelo, com a cerveja especial que você escolheu flutuando em cima (não agite a cerveja!). A efervescência é um amplificador dos aromas do coquetel base, agregando sabor e textura próprios à bebida.

Como acontece com qualquer coquetel, entender seus ingredientes é crucial. O conselho de Doug Frost é ficar longe de cervejas cheias de lúpulo e experimentar cervejas saborosas - aprendi que a cerveja à base de arroz funciona como um misturador gaseificado para bebidas altas, as cervejas azedas são uma nova maneira de trazer acidez e textura a um coquetel e cervejas de malte funcionam bem com destilados de malte. Uma das minhas bebidas favoritas do ano é uma mistura de Bulleit Rye, frutas cítricas, xarope de bordo e clara de ovo, coberta com uma cremosa cerveja belga de pêssego e uma pitada de bitters de churrasco - simplesmente lindo!

Com tamanha diversidade de cervejas na Ásia e o talento dos bartenders asiáticos, tenho certeza que em 2013 irei encontrar novas e deliciosas caudas de cerveja em bares da região - não vou mais precisar me perguntar “coquetel ou cerveja” quando Posso combinar os dois.

RECEITA (CORTESIA DE ADAM SEGER):

“Rub and Rye”

  1. Rode um litro de vidro duplo antigo com sal Mesquite.
  2. Agite vigorosamente o uísque, frutas cítricas, bordo e clara de ovo e coar para o copo de borda cheio de gelo até a metade.
  3. Cubra com 5 onças de cerveja de pêssego (experimente Peche Mel da Brasserie Dubaisson)
  4. Termine com 5 gotas de bitters de churrasco

Com mais de 15 anos de experiência na indústria de bebidas, Andy Gaunt tem uma perspectiva única e global sobre o desenvolvimento da cultura moderna de beber em todo o mundo, especialmente na região da Ásia. Começando sua carreira atrás da barra, antes de pular para o outro lado e trabalhar em vendas internacionais e funções de marketing para algumas das marcas de destilados premium mais respeitadas do mundo, Andy estabeleceu seu próprio negócio - Source Consulting - especializado no desenvolvimento e defesa de bebidas espirituosas premium marcas de vinhos e bebidas espirituosas e da indústria de bebidas.