Atualizamos nossos Termos de Uso. Para mantê-lo informado sobre onde processamos seus dados. Veja mais aqui ou entre em contato conosco para mais informações.

« voltar para Nossa Newsletter

A ARTE DE CRIAR COQUETÉIS ENVELHECIDOS EM BARRIL

Você gostaria de encontrar uma receita inovadora e que também agilizasse o atendimento? Talvez os coquetéis em barril sejam o que você precisa. Jack Sotti, gerente da Boilermaker House, em Melbourne, nos conta o que se deve ou não fazer para criar os melhores coquetéis envelhecidos em barril.

A primeira vez que eu li um artigo sobre coquetéis envelhecidos em barril foi em 2010, e desde então eles invadiram o mundo da mixologia.

Bartenders de todo o mundo estão fazendo experiências usando o envelhecimento em barris, e também perceberam os benefícios na agilidade e na consistência do atendimento.

Para começar do princípio, vamos falar sobre o que é o envelhecimento em barril, e o que isso agrega aos coquetéis.

O que é envelhecimento em barril?

Envelhecimento em barril é quando se usa a madeira e a passagem do tempo para mudar o sabor de uma bebida, através da maturação. A maturação é um processo de três partes, que consiste em extração, subtração e oxigenação.

Como começar – Os segredos do barril

Antes de tudo, você precisa escolher o material adequado. Grande parte dos barris é feito de carvalho, na maioria carvalho americano ou europeu.

Há muitas empresas que disponibilizam barris de carvalho para a venda. No entanto, se você for usar um barril novo, é necessário preparar o carvalho, seguindo os seguintes passos:

1. Carbonização do barril – Como mencionado, carbonizar (queimar parcialmente) o interior do barril cria um filtro para a bebida. Para fazer isso, você vai precisar desmontar o barril, o que pode ser complicado. Você pode também comprar barris já carbonizados.

2. Preenchimento prévio – O barril precisa ser encharcado para que a madeira se expanda e sele qualquer possível vazamento. Para isso, complete o barril com água filtrada, e após 24 horas a madeira estará inchada o suficiente para tampar qualquer fonte de vazamentos. Depois, deixe a água esvaziando por cerca de 12 horas.

3. Deixar o barril curtir– É uma ótima maneira de reduzir a água nos poros do barril e também de dar uma outra camada de sabor ao seu coquetel. Seja criativo. Por exemplo, uma finalização com tequila pode dar uma outra camada às notas de tempero e ervas em um coquetel de centeio.

Dicas para criar o coquetel envelhecido em barril perfeito

Aprimore seus sabores - Tente dar camadas extra de sabor a seus coquetéis. Deixar o xerez Oloroso curtindo com baunilha e cascas de laranja é uma preparação perfeita para um Old Pal excelente.

Atenção aos vazamentos – Às vezes, as oscilações de temperatura podem causar vazamentos. Uma boa opção para tampá-los é cera de abelha orgânica. Esvazie o barril, esfregue a cera na área onde está vazando, e com o auxílio de uma tocha, derreta um pouco a cera para que penetre no barril.

Reutilize o barril – Após usá-lo de quatro a seis vezes, o barril estará desgastado, mas ainda poderá ser usado para dar uma oxidação controlada a seus coquetéis. Além disso, você também pode usá-lo para dar uma finalização única a um destilado. Armazenar um Johnnie Walker Black Label em um barril usado para envelhecer Manhattan, por exemplo, é uma combinação matadora.

Para o santo – Tenha em mente que o whisky, quando armazenado em um barril, continua a envelhecer lentamente. Por isso, uma pequena quantidade dele evapora através da madeira. Leve isso em conta quando for avaliar os custos do coquetel.

Barril meio cheio ou meio vazio? - Seguir o processo de envelhecimento Soleira (usado para envelhecer xerez e vinho madeira) é um ótimo meio de criar um coquetel consistente em um barril. Isso é especialmente útil quando você pretende disponibilizar esse coquetel em seu bar por um determinado período. Você deve adquirir uma série de barris, e quando for armazenar a bebida neles, esvazie o primeiro apenas até a metade. Então o complete com a bebida do segundo barril, e depois complete o segundo barril com bebida do terceiro, e assim por diante. No último barril, você completa com um novo lote de coquetel não envelhecido. Aqui na Boilermaker nós temos um sistema de soleira que usa seis barris.

Manutenção– Nos intervalos entre os envelhecimentos, seu barril ainda deve estar preenchido com algo, para não secar completamente. Se você usar água, deve trocá-la a cada quinze dias, para que não fique estagnada.

O que se deve ou não fazer quando criar coquetéis envelhecidos

Para começar, você pode experimentar com alguns dos meus coquetéis envelhecidos preferidos:

Bobby Holiday

O BARRIL

INGREDIENTES

PREPARO

Oldest Pal

O BARRIL

INGREDIENTES

PREPARO


Quer inspiração para receitas e cardápios para usar em seu estabelecimento? Inscreva-se na Diageo Bar Academy e fique por dentro das últimas notícias do segmento, tendências e dicas para o seu bar.