We have updated our Privacy and Cookie Notice to keep you informed where we may process your personal data. See more here or contact us for more information.

Com o surgimento da pandemia, novas medidas de segurança foram adotadas, e adereços antes não tão comuns, agora se tornaram rotina e foram incorporados ao uniforme. Um exemplo? Deixo três: luvas, mascaras e faceshield. Antes, um uniforme bem asseado já trazia a ideia de limpeza e cuidado, mas agora, mais do que nunca, luvas, mascara e faceshield representam também segurança.

O QUE NÃO SE PODE IGNORAR

A primeira impressão é a que fica. É sabido o peso dessa expressão, e sua efetividade em prática. Mas para garantir a segurança e bem estar de seus funcionários dentro de seu estabelecimento, outros itens não podem passar batido.

As luvas descartáveis de vinil são indicadas no momento da manipulação de ingredientes e devem ser trocadas a cada novo alimento manipulado, para que não haja contaminação cruzada.

Máscaras representam não só a proteção quanto à contaminação, quanto também devem ser aderidas durante o período de limpeza de uma chapa de cozinha, ou uso até mesmo de soda cáustica, para evitar inalação de gases tóxicos resultantes do processo.

Luvas de metal devem ser utilizadas ao manipular objetos perfurocortantes a exemplo de cutelos ou facas, principalmente durante o corte de gelos artesanais ou manipulação de máquinas de serra.

Sapatos devem ser preferencialmente emborrachados e obrigatoriamente fechados, para evitar escorregões e ferimentos como perfurações, bem como garantir a segurança de seu funcionário em caso de derramamento de líquidos em estado de fervura, ou até mesmo com consistência pegajosa, a exemplo de xaropes, reduções e outros ingredientes fundamentais a um bar.

Tapetes emborrachados no chão do bar também são itens importantes na prevenção de acidentes.

A rotina de um bar com alto volume envolve passos rápidos e movimentos precisos.

O tapete evita a quebra de copos, garrafas e taças que possam ser derrubados durante a operação, bem como contribuem para a melhor ergonomia de seus funcionários, proporcionando a melhor qualidade de seu trabalho.

VALE A PENA LEMBRAR

A prevenção de acidentes pode ser desafiadora, pois consiste em analisar cada hipótese baseada na sua operação e nos riscos que ela pode representar à sua equipe.

Se seu estabelecimento possui escadas, coloque fita anti derrapante nos degraus.

Utilize também placas de alerta a piso escorregadio, sempre quando houver derramamento de líquido, limpeza recente de piso ou até mesmo chuva.

Este procedimento contribui não somente à segurança de seus funcionários como também de seus clientes.

Verificar pontos que muitas vezes passam batido como: tomadas, encapamento dos fios, armazenamento correto de produtos químicos contribuem e muito para a segurança de sua equipe.

Mantenha-se aberto a ouvir as necessidades de sua equipe, e dentro de sua realidade, conceda adaptações. Assim, todos saem satisfeitos e o mais importante: podem desenvolver o melhor de sua capacidade no trabalho, com total segurança.

OBSERVE ALÉM DO ÓBVIO

Segurança é um fator que faz parte da experiência e deve ser parte da rotina de sua equipe. Para isso, converse com seu gerente e chefe de bar, para que tais medidas sejam expandidas a cada funcionário.

É preciso diálogo e compreensão de todos, bem como a cooperação para que seus próprios funcionários não se coloquem em risco.

Exemplos simples de cuidado na prevenção de acidentes incluem: a manipulação correta de facas e outros objetos perfurocortantes, placas de corte em bom estado e com superfície nivelada, luvas térmicas durante a manipulação de panelas, frigideiras, fornos e demais utensílios, manipulação de produtos químicos através do uso de luvas, roupas adequadas ao uso em cozinha ou bar (como dolmãs, aventais emborrachados), botas de borracha ou sapatos inteiramente emborrachados durante a limpeza do bar, etc.

Segurança também é ergonomia. É preciso atentar-se à postura de sua equipe durante sua operação, e fazer com que todos entendam que é necessário respeitar seus próprios limites físicos e não colocar-se em riscos.

Para isso, cooperação e espírito de equipe contribuem para um engajamento maior quanto às medidas fundamentais para a segurança de todos e bem estar unânime.

Acidentes podem ser prevenidos com a manutenção correta, informação e diálogo claro.

CONCLUSÃO

Preocupar-se com seu estabelecimento é não só observar os pontos fortes, mas também os pontos mais fracos. Encontre medidas de melhoria para sua equipe e seus clientes, e engaje-os no espírito que só os beneficiará.

Trabalhar com qualidade traz bons resultados a curto, médio e longo prazo. Entenda também as melhorias que precisam ser feitas em seu espaço físico, e para isso, converse com sua equipe e escute as sugestões que podem ser dadas.

CINCO PONTOS CHAVES

  1. Olhe além do óbvio
  2. Escute sua equipe
  3. Observe sua operação
  4. Compreenda suas limitações
  5. Desenvolva melhorias