Atualizamos nossos Termos de Uso. Para mantê-lo informado sobre onde processamos seus dados. Veja mais aqui ou entre em contato conosco para mais informações.

MENUS: COMO EXPLORAR MELHOR E VENDER MAIS?

Conhecer bem seu público é fundamental, e entender quais as necessidades de seus clientes traz uma visão também voltada à adaptação dos menus.

Com a conectividade cada vez mais em alta, cabe ao profissional – seja o bartender ou o garçom – a solicitude intrínseca em perceber até mesmo as menores dificuldades na acessibilidade de suas ferramentas de venda por parte de seus clientes.

Cliente vendo um menu digital com seu QR code

FERRAMENTAS DE VENDA

Quando se fala de ferramentas de vendas, temos os seguintes segmentos a serem observados: menu físico, menu digital, mídias sociais e postagens atuais.

Por que é tão importante conhecê-los bem?

Quando se tem um bom conhecimento do funcionamento de cada um de seus menus, a objetividade no atendimento torna-se maior, afinal, quanto melhor e mais certeira sua abordagem ao cliente for, mais rápia será a tomada de decisão.

Conhecendo bem seu menu, consequentemente você dominará sua oferta, sabendo assim o quê indicar, e para quem indicar.

Desde um upselling de produtos até explorar com maior dominância e assertividade suas indicações e a zona de conforto de seus clientes no momento da indicação de um coquetel, prato, ou os dois.

AS TÉCNICAS DE VENDA

Uma vez que você domina seus menus e outros pontos de acesso à sua oferta, como as plataformas digitais de seu estabelecimento, você se sentirá capaz de efetuar com maestria, o caminho pelos 4 pilares das técnicas de venda.

Quais são?

1 - Venda Consultiva

A Venda Consultiva nada mais é do que o ato de consultar seu cliente. Através de abordagens simples como: “Que tipo de bebida você gosta?”, “Existe alguma restrição alimentar?”, “ Qual é o seu perfi de paladar?” você obterá respostas que o auxiliarão a realizar a melhor indicação.

Lembre-se que é necessário dominar totalmente suas ferramentas de venda para que você esteja apto a indicar corretamente as opções de seu menu, bem como a sanar qualquer dúvida que possa surgir a seus clientes no momento da tomada de decisão.

2 - Venda Sugestiva

A Venda Sugestiva é justamente o ato de sugerir a melhor opção para seus clientes, baseando-se no primeiro pilar: o da Venda Consultiva.

A Venda Sugestiva te auxiliará a realizar o upselling, que nada mais é do que uma experiência de categoria superior, com produtos de características de nível superior ao inicialmente escolhido.

Enalteça as características do produto que deseja colocar em evidência, e ilustre sensações ao indicar os coquetéis, e não somente seus componentes da receita.

3 - Venda Cruzada

A Venda Cruzada é diferente de VENDA CASADA, que inclusive é PROIBIDA no Brasil.

Venda Cruzada é você ter as informações necessárias sobre sua oferta e saber oferecê-las de forma que elas se complementem e colaborem para elevar a experiência e expectativa de seus clientes.

Um exemplo disso é o Baileys & Coffee. Porque tomar um simples cafézinho quando você pode elevar ainda mais as características do café escolhido e adicionar a cremosidade e indulgência inconfundíveis de Baileys?

4 - Decisão

A decisão é o momento onde você instiga seu cliente a fazer a escolha certa, a indicada aos moldes de suas preferências.

Frases que podem te auxiliar neste momento e tornar seu atendimento mais objetivo são:

“Aceita minha sugestão?”, “Vamos experimentar?”, “Que tal esta experiência?”.

Imagem mostrando nomes de drinks

MENUS INSPIRADORES

Seja objetivo em seus menus, facilite e simplifique para que seus clientes façam a escolha certa.

Evite termos complicados e muito técnicos, mas caso ainda assim deseje mantê-los em seu menu, esteja certo de que sua brigada estará capacitada para sanar as possíveis dúvidas que possam surgir.

Lembre-se que você é o especialista para seu público.

Seja na esfera digital ou real, trabalhe com sensações como descritivos de perfil de aroma e sabor de seus coquetéis e pratos, utilize imagens se possível, e mantenha um segmento sugestivo a cada coquetel, por exemplo: “Coquetéis amargos”, “Coquetéis cítricos”, “Coquetéis adocicados”, “Perfeitos para o verão”, “Para a sobremesa”…

Mantenha uma linguagem limpa em seu menu, mantendo-o enxuto e objetivo.

Siga um aleatoriedade no posicionamento dos preços de cada produto, evitando a ordem sequencial e crescente, por exemplo. Isso facilitará para que seu cliente explore seu menu por complete e busque o que o satisfaça, e não somente se prenda aos valores cobrados.

Adicione ícones ao lado de cada nome e descritivo de coquetéis, caso não vá trabalhar com imagens. Um simples ícone de uma taça Martini ao lado de um coquetel servido na mesma, ajuda a esclarecer ao cliente em que tipo de copo/taça aquele coquetel será servido, evitando assim frustrações e tornando mais rápida a tomada de decisão, e o mais importante de tudo: da decisão certa.

EXPLORE ALÉM DO ÓBVIO

O engajamento de nossos clientes mudou, se tornou mais exigente e complexo, e isso nada mais é do que excelente.

Isso nos permite elevar ainda mais nossos padrões de hospitalidade e serviço, desde uma saudação inicial, até o encerramento final, onde conversamos com nossos clientes e entendemos sobre sua satisfação quanto à experiência até aquele momento.

Com os menus digitais, outras oportunidades se abrem. Não só através dos menus digitais, mas também das mídias sociais, que inclusive estão cada vez mais fortes e requisitadas principalmente nos primeiros contatos dos clientes para com o estabelecimento.

Bartender atrás da barra e garçom indo servir

Tenha um perfil bem trabalhado, invista em interações digitais de qualidade para seus clientes, vá além do óbvio.

Os estabelecimentos querem cada vez mais levar à imersão de sua identidade e conceito, seus clientes, e fazer isso digitalmente permite que a experiência se reverbere de maneira muito mais rápida e efetiva.

Em um menu digital, na sessão de coquetéis mais vendidos, ou autorais da casa, porquê não inserir um ícone ou link onde seus clientes podem assistir a um vídeo e aprender com você a fazer o coquetel mais vendido? Ou quem sabe aprender a produzir aquela espuma que é sucedido em seu twist de Moscow Mule?

Ícones, destaques, Stories, existem diversas maneiras de inspirar sua equipe e claro, seus clientes.

Pense em coisas tão simples, mas tão singulares que fazem uma diferença memorável e tornam você disruptivo e especial na visão de seus clientes.

Outro exemplo disso são os vídeos que podem ser mais técnicos ou a depender do estabelecimento, bem-humorados e postados nas mídias sociais, criando assim um nível de contato e interação com seus clientes muito mais humanizado.

CONCLUSÃO

Estude suas ferramentas de venda, conheça bem sua oferta e saiba como estruturá-la de maneira a ser mais atrativa para seus clientes.

Conheça seu público e entenda em quais dias e horários eles frequentam seu estabelecimento.

Melhor ainda, entenda quais são seus coquetéis e pratos mais vendidos em determinados dias e horários, e como estes podem interagir entre si em uma Venda Cruzada, e isso lhe permitirá a criação de menus anexos ao cardápio de pratos servidos na espera, ou menus autorais específicos para cada sazonalidade ou ocasião.

CINCO PONTOS CHAVES

  1. Olhe além do óbvio
  2. Estude seu menu
  3. Conheça sua oferta
  4. Conheça seu público
  5. Humanize sua interação