Atualizamos nossos Termos de Uso. Para mantê-lo informado sobre onde processamos seus dados. Veja mais aqui ou entre em contato conosco para mais informações.

Para fazer um coquetel bem equilibrado, é importante refinar e desenvolver seu paladar, para que você consiga entender todos os sabores de uma receita. Veja como treinar suas papilas gustativas com esse guia útil.

A importância do paladar

Quando dizemos “nosso paladar”, o que estamos realmente dizendo é a forma como sentimos os sabores usando nossos sentidos. São várias as formas como você pode aprimorar seu paladar, e depois de algum tempo, quando já for capaz de detectar nuances mais sutis, você vai se surpreender as diferenças que conseguirá perceber nos sabores de um destilado.

Ser capaz de reconhecer sabores chave te ajuda a criar um coquetel equilibrado, além de te dar as ferramentas para criar novas receitas. E, mais importante, você conseguirá dar melhores recomendações a seus clientes, que estejam de acordo com os sabores que eles estão buscando em seus drinks.

Degustações

Uma das melhores formas de começar a refinar seu paladar é promovendo degustações entre a equipe de seu bar. É uma oportunidade para todos se reunirem e compararem os aromas e sabores que estão provando.

O que você vai precisar:

Destilados– cerca de 750 ml é o suficiente para 16 degustações.

Água – para limpar o paladar entre as degustações. Água mineral é a mais indicada.

Taças – taças com hastes captam melhor os aromas.

Dosador– para medir precisamente a quantidade de destilado nas taças.

Anotações para registrar impressões a serem discutidas com sua equipe.

O que você deve observar:

Aparência: comece avaliando a transparência e cor, para determinar se o destilado é transparente, brilhante, turvo, claro ou escuro. A seguir, veja se tem bolhas. Quanto mais bolhas, maior o teor alcoólico. Por fim, concentre-se na textura e viscosidade, verificando se a bebida deixa “lágrimas” no copo, quando mexida. Quando isso ocorre, é porque a bebida tem grande concentração de álcool, e se as lágrimas demoram a escorrer, é porque há alta concentração de açúcar.

Siga seu nariz: um olfato apurado muitas vezes diz mais sobre uma bebida do que o paladar. Aproxime o copo do seu nariz e inspire levemente. Não puxe todo o ar de uma vez, concentre-se em identificar os aromas que você estiver sentindo. Depois de cheirar e provar pela primeira vez, pingue uma gota d’água e depois sinta o aroma novamente, para verificar se sente alguma mudança.

Não tenha pressa: para degustar da forma certa, que eduque seu paladar, você precisa ir com calma. A primeira prova é sempre um “susto” para a língua, por disso, comece com um pequeno gole, depois, no segundo, concentre-se nos sabores. O segundo gole deve ser lento, para que a bebida deslize dentro de sua boca e os vapores subam até seu nariz.

Sabor: você deve provar os ingredientes contidos em uma bebida separadamente, para que seja capaz de identificar cada um quando for degustá-la. Se você estiver sentindo notas cítricas, quais são, exatamente? Limão, laranja? Assim você terá um melhor entendimento dos sabores que for usar em um coquetel, ou alguma mudança em uma receita para satisfazer o gosto de um cliente.

Anote suas impressões: nosso olfato está diretamente ligado à nossa memória, por isso, use palavras que expressem bem as sensações que você teve durante a degustação. Anote as impressões iniciais sobre aromas e sabores de cada bebida, e posteriormente use essas anotações para identificar aspectos distintos de cada destilado, para poder falar deles com mais propriedade.

A roda dos sabores

O melhor modo de desenvolver seu paladar é se familiarizando com alguns sabores chave. Use essa roda para guiar discussões de sabores com sua equipe.

Principais descritivos de sabores

Para identificar melhor os sabores mais comuns nos destilados, use os descritivos abaixo para discutir suas variações:

Gin – sabor de ervas, como a semente de coentro. Também tem notas de zimbro, cítricos e gengibre.

Bourbon – resina de madeira, caramelo, mel, frutas tropicais e maduras, melado e doce de leite.

Tequila – carvalho, sândalo, café, cítrico, baunilha e caramelo.

Rum – doce, melaço de baunilha, gengibre picante e canela

Blended Scotch – melaço de baunilha, mel, sabores florais e aromáticos, defumado, malte e frutados.

Vodka – cítrico, picante, alcaçuz.

Dicas de degustação


Quer ter acessos às dicas e truques mais recentes, para alavancar sua carreira de bartender? Inscreva-se na Diageo Bar Academy para ter acesso exclusivo a tudo isso e mais.